Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Vale a pena investir em um robô trader?
PorRTM
robô trader

A grande novidade do mundo dos investimentos atualmente é o robô trader. Investidores da bolsa de valores têm buscado cada vez mais esta tecnologia com o objetivo de otimizar o tempo gasto nas negociações, já que ela trabalha automaticamente a partir de parâmetros predispostos, sem a necessidade de ter alguém observando o mercado.

O robô trader é basicamente um software que utiliza algoritmos inteligentes para operar ativos na bolsa, comprando e vendendo ações, com base em uma estratégia configurada previamente pelo investidor.

Mas, isso não significa que ao utilizar um robô trader uma pessoa obterá sucesso em todas as suas negociações. Tudo vai depender do setup programado e, também, das variações do mercado.

Como esta tecnologia funciona? Quais são os tipos de robôs e quais valem a pena para cada tipo de investidor? Confira a resposta neste post.

Como funciona um robô trader

Em primeiro lugar, é preciso ter uma conta com uma corretora. Hoje em dia, é possível abrir uma pela internet, de forma bem rápida. Além disso, será necessário baixar um programa para rodar o seu robô trader (existem algumas opções no mercado).

É muito importante ter uma estratégia bem formulada para que o robô trader funcione conforme esperado. Quem é menos experiente no assunto pode contratar estratégias já prontas, que foram desenvolvidas por especialistas. Já os investidores com mais conhecimento de mercado podem elaborar os seus parâmetros e inseri-los no robô, para que ele possa operar sozinho.

Estes critérios podem ser:

  • stop de ganhos ou perdas
  • condições para compra e venda
  • intervalo médio entre operações
  • entre outros

Um ponto a ser considerado é o volume de operações de um ativo (ou sua liquidez). Quanto maior este for, melhor será o seu gráfico, ou seja, seus dados serão mais consistentes para a análise técnica do robô. Então é bom ter isso em mente na configuração da ferramenta.

Além disso, o robô pode operar praticamente qualquer ativo da bolsa: ações, minicontratos, commodities etc. Não há um limite específico de quantidade de ativos para operar com a tecnologia, mas é preciso ficar atento a capacidade de processamento do seu computador, já que ele roda em um programa que é instalado na máquina.

Tipos de robô trader e investimento necessário

O mais comum é o robô de ações ou de investimentos. Mas há outros tipos, como:

  • Robô para Bitcoin ou criptomoedas: feito para negociar moedas digitais, com base em dados da movimentação deste mercado em geral. Utilizam a média móvel exponencial (EMA) como método de análise. 
  • Robô advisor ou consultor: software que trabalha acompanhando a evolução do patrimônio do investidor, alocando os ativos de acordo com as metas de rendimento. Ele realiza a função de um administrador de carteira digital, mas utilizando uma estratégia pré-definida, assim como no robô trader de ações.

Além destes modelos, é possível encontrar diferentes categorias de robô de ações que se relacionam com o perfil de investidor. Por exemplo, se você é um trader iniciante, com pouca experiência em mercado de renda variável, o robô ideal seria o blackbox, que já vem com parâmetros pré-estabelecidos. O meio termo seria o greybox, que possui alguns setups prontos, e o indicado para traders mais experientes seria o whitebox, totalmente configurável, dando liberdade para o investidor criar sua própria estratégia.

Sai muito caro usar um robô trader?

É possível encontrar opções gratuitas no mercado, desta forma, os únicos custos seriam os mesmos de realizar uma operação manual. Mas existem robôs nos quais se paga uma assinatura mensal ou anual para utilização. Normalmente são os blackbox, que já vêm configurados com uma estratégia, para traders iniciantes.

Além disso, algumas empresas também oferecem o serviço de personalização de robô voltado para investidores que querem inserir um setup que já utilizam manualmente ou que desejam criar uma estratégia nova junto a um especialista.

Principais vantagens de utilizar um robô

Como já dissemos no início do texto, o robô não é sinônimo de sucesso, portanto, ele não vai acertar todas as suas negociações magicamente. Mas ele pode trazer diversas vantagens, como:

  • Não tem fator emocional, que muitas vezes influencia na tomada de decisões erradas. Ele vai seguir o setup disciplinadamente.
  • Proporciona mais tempo para o investidor, que passava o dia todo acompanhando as oscilações do mercado, se dedicar a outras coisas e ainda garantir boas oportunidades
  • Permite a realização de testes, simulando como uma ou mais estratégias se desempenhariam. Isso promove mais segurança ao trader.
  • Toma decisões bem mais rápido que humanos, evitando perder oportunidades ou seus preços-alvos. 

Lembre-se que para usufruir de todos estes benefícios é importante ter uma internet confiável e de qualidade, já que a tecnologia roda online.

Leia também: A transformação digital nas empresas está acelerada? Entenda contexto atual

Os robôs estão se tornando populares

Ainda há pouca confiança dos investidores neste tipo de tecnologia. Muitos não entendem muito bem como os robôs funcionam e, por isso, têm receio em deixar o “dinheiro” nas mãos de uma inteligência artificial.

De acordo com pesquisa da TradeMachine, no Brasil, apenas 6% dos traders utilizam robôs em sua carteira digital e 59% têm medo de usar a tecnologia. Mas, segundo especialistas, este cenário ainda deve mudar à medida que os investidores forem observando as vantagens do uso e ganhando segurança na sua aplicação. 

Quer continuar acompanhando informações sobre tecnologias para o mercado financeiro? Acesse o nosso blog.

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    Como a tecnologia está promovendo o avanço do mercado de investimentos?
    Como a tecnologia está promovendo o avanço do mercado de investimentos
    Painel da RTM no Open Summit 2022
    RTM fala sobre adaptação de instituições ao Open Finance em evento
    Gestão de vulnerabilidades e cibersegurança no mercado financeiro: saiba como se proteger.
    Gestão de vulnerabilidades e cibersegurança no mercado financeiro