Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
7 tendências do mercado financeiro que já estão impactando o setor
PorRTM
Analistas discutem as próximas tendências para o mercado financeiro.
Analistas discutem as próximas tendências para o mercado financeiro.

Sempre em constantes mudanças, o mercado financeiro exige atualização para não ficar para trás. Novas tecnologias surgem a cada dia. Logo, se alguma coisa muda o comportamento das pessoas, pode ter certeza que interferirá diretamente nos sistemas e processos. Assim surgem as tendências do mercado financeiro.

Sem dúvida, soluções são criadas a partir de necessidades. Quem poderia imaginar que, em 1851, seria possível realizar transações financeiras em dinheiro em longa distância com o telégrafo?

Ou que, mais tarde, os bancos conseguiriam reduzir o pessoal nas agências com serviços online como o internet banking? Ou que as pessoas poderiam sacar dinheiro com mais segurança, sem dar os dados pessoais e senhas, utilizando a biometria?

Certamente, estar preparado para essas mudanças, tecnológicas ou não, é importante para o desenvolvimento da sua empresa. Afinal, o cenário favorável está formado: automatização de tecnologias, abertura por parte dos clientes e predisposição dos reguladores nacionais. Portanto, aproveite!

7 tendências de impacto do mercado financeiro

Separamos abaixo 7 tendências do mercado financeiro que já estão movimentando o segmento e prometem aumentar ainda mais a sua competitividade diante dos concorrentes:

1. Inteligência Artificial

No setor financeiro, os benefícios e aplicações desse tipo de tecnologia são muitos. A Inteligência Artificial (IA) é utilizada para fazer automação de decisões humanas simples e diretas. Isso inclui o processamento de dados econômicos e a melhora da produtividade do setor financeiro.

Algumas empresas também já utilizam machine learning para analisar risco de falência, previsão de retornos e de lucros. Outra grande vantagem da IA se dá em termos de fluidez do trabalho. O grande volume de informações que circula no dia a dia do mercado financeiro exige essa agilidade trazida pelas ferramentas inteligentes. Isso vale tanto para os dados mais gerais quanto para os mais sensíveis.

2. Open Banking

Já sendo uma realidade em muitos países da Europa, a tendência do Open Banking vem alterando mundialmente o setor bancário da forma como conhecemos hoje. Essa tendência do mercado financeiro vem sendo implementada no Brasil desde o início de 2021. Com esse processo, todos os clientes dos bancos vão poder contratar outros fornecedores para administrarem suas finanças.

Isso vai abrir novas oportunidades para os usuários, já que os bancos serão obrigados a fornecer as informações bancárias de seus clientes via APIs para terceiros. Ou seja, com esse “sistema aberto”, os clientes de produtos e serviços financeiros poderão permitir o compartilhamento de informações entre diferentes instituições autorizadas pelo Banco Central.

Assim, a movimentação de suas contas bancárias poderá ser feita a partir de variadas plataformas e não somente pelo aplicativo ou site do banco, o que traz muito mais agilidade e conveniência para as operações. Vale ressaltar que todo esse processo é feito em um ambiente seguro. Além disso, a permissão poderá ser cancelada a qualquer momento.

Saiba mais sobre o Open Banking e conheça os avanços e perspectivas para o Brasil!

3. Fintechs

O futuro será gerido pela rapidez. Nesse quesito, as fintechs (termo que surgiu da união das palavras financial + technology) saem na frente — principalmente para quem é novo no mercado. O foco desse setor é ter processos mais inovadores que atuem em elementos mais lucrativos e com custos operacionais muito menores se comparados às instituições tradicionais do setor.

A tendência da fintechzação vem se consolidando em empresas dos mais diversos segmentos. O fenômeno permite que as instituições que não são necessariamente do ramo financeiro trabalhem com um braço de finanças. Assim, podem oferecer serviços financeiros digitais e lucrar com isso. Inovação, agilidade e crescimento sustentável são alguns benefícios imediatos desse modelo de negócio.

4. Mobile Payments

O Mobile Payments está ganhando cada vez mais força entre as tendências do mercado financeiro, como consequência da mudança nos modelos de venda. Como o próprio nome diz, o processo consiste no pagamento, aceitação ou qualquer solução baseada em pagamento via dispositivos móveis, presencial ou não.

No Brasil, aceitar cartões de crédito e débito pelo smartphone já é um tipo de mobile payment bastante utilizado. Com ele, a segurança das transações também é garantida pelas próprias máquinas, que operam com tecnologia de ponta para atender a padrões rigorosos nos pagamentos.

5. Pagamento instantâneo

Os pagamentos instantâneos são uma tendência da economia global. Embora os formatos se alterem em cada país, o modelo é basicamente o mesmo, possibilitando a realização de pagamentos e transferências em tempo recorde: 24h por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano.

No Brasil, essa tendência veio com o Pix, o meio de pagamento eletrônico do Banco Central que, desde o final de 2020, vem trazendo mais praticidade e rapidez para empresas, lojistas e consumidores em geral. O Pix permite transferências instantâneas, sem limitações de data ou horário. Até o dia 31 de maio de 2021, esse novo sistema de pagamentos atingiu a marca de 253,5 milhões de chaves cadastradas.

No Brasil, somos cerca de 213 milhões de pessoas, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Portanto, já temos mais chaves Pix cadastradas do que gente no país. Isso mostra a evolução dessa tendência que veio para ficar. Tanto é que novas funcionalidades vêm sendo incorporadas ao Pix ao longo dos meses, a exemplo do Pix Saque, Pix Troco e Pix Cobrança.

Outra variação desta tendência é o chamado cross border, muito frequente no mercado de e-commerces e que, num futuro breve, também será instantâneo. O modelo quebra as barreiras transfronteiriças e permite ampliar as vendas para outros países. Esse tipo de negociação já é bastante comum entre países como Índia, China e Estados Unidos.

6. Servidores de armazenamento em nuvem

O armazenamento em nuvem é uma das mais urgentes tendências do mercado financeiro. Afinal, estamos falando de um setor movimentado e cujo índice de dados é elevadíssimo. As soluções que permitem o armazenamento em nuvem são essenciais na rotina de trabalho das instituições financeiras porque trazem visibilidade, elasticidade, autonomia e segurança nos processos.

Além disso, os servidores em cloud organizam, estruturam e facilitam as demandas de TI, possibilitando trabalhar de acordo com os rígidos padrões de segurança do mercado financeiro. As configurações da nuvem se estendem a todos os serviços de rede, computação e armazenamento por meio de plataformas intuitivas e customizadas, permitindo um gerenciamento mais ágil e confiável.

7. Tecnologias de segurança da informação

Um dos maiores desafios do mercado financeiro é garantir o nível máximo de segurança nos processos, tendo em vista que o setor lida com dados sensíveis e sigilosos. Para você ter uma ideia, a estimativa da Febraban aponta que os bancos investem cerca de R$2,5 bilhões por ano em sistemas de informação voltados para segurança. Isso corresponde a 10% dos gastos totais desse setor com tecnologia.

Hoje em dia, há diversas ferramentas que tornam mais eficientes o processo de implementação desses sistemas. Um exemplo são os softwares especializados no mercado financeiro, que operam conforme as normas padrões do setor. Fornecedores especializados oferecem todo o suporte necessário na implementação de um sistema sob demanda, aliando redução de despesas de TI, maior autonomia operacional e nível máximo de segurança nas operações.

Não à toa, as normas para serviços de armazenamento em nuvem que citamos acima são bastante rígidas, conforme pregam as resoluções nº 4.658/2018 e nº 85/202. Nesse cenário, cabe às instituições o dever de definir, implementar, divulgar e manter uma política de segurança cibernética que garanta a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados na nuvem.

Quer saber mais a respeito? Conheça as tecnologias mais avançadas para segurança e comunicação nas instituições financeiras!

Conhecer as tendências do mercado financeiro e investir em soluções especializadas é importantíssimo para não ficar à deriva em meio aos avanços da transformação digital. Assim, além de otimizar as operações, impulsionar a produtividade e favorecer a experiência dos clientes, as instituições financeiras se tornam mais modernas e competitivas nesse mercado.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe nosso blog e fique por dentro de todas as novidades do setor!

Deixe seu comentário

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    Open Finance no Brasil: conheça as regras e a resolução do Bacen e CMN
    Open Finance no Brasil: conheça as regras e a resolução do Bacen e CMN
    RTM e Lina oferecem solução para Open Finance
    RTM e Lina oferecem solução para Open Finance
    RTM abre nova frente de inovação
    RTM abre nova frente de inovação