Notícias

RTM possibilita uso remoto de hotlines para o mercado financeiro

Buscando facilitar o desempenho das operações no mercado financeiro e manter as empresas conectadas e produtivas em esquema de home office, a RTM oferece, aos clientes de hotline, acesso remoto, com registro e gravação das chamadas, respeitando altos níveis de governança e exigências para compliance.

Por meio da rtm hotline trade, o funcionário da instituição pode utilizar o serviço de um site de contingência ou mesmo de casa, sem interferência ou riscos na segurança. Todas as ligações são criptografadas, gravadas e armazenadas diretamente na nuvem privada da RTM, atendendo a Circular da CVM nº2/2020.

“Assim que surgiram os primeiros sinais de que teríamos uma quarentena no Brasil, nós apressamos o  desenvolvimento de soluções que estavam no papel, para facilitar o dia a dia dos traders do mercado e que fossem colocadas em prática em um curto prazo”, comenta a Diretora Comercial e de Produtos, Adriane Rêgo. “A Hotline Trade permite que os negócios continuem sendo realizados, mesmo neste período crítico, em que muitos colaboradores estão trabalhando de forma remota”, completou.

Confira as modalidades de acesso remoto às hotlines:

Trade Remote Control

O usuário tem acesso a uma hotline por vez de forma remota, utilizando telefone fixo ou celular e pode realizar chamadas externas para qualquer telefone.

Trade Remote Web Lite

Permite acesso às hotlines por meio de uma plataforma web, que possibilita o controle das linhas. O trader pode selecionar mais de uma hotline e escolher qual deseja negociar de maneira privada, sem que os demais envolvidos ouçam a chamada ativa. A conexão pode ser via computador, tablet ou smartphone e, também, permite a realização de chamadas externas.

Hotline Multi-Way

Possibilita adicionar uma ou mais pontas em uma hotline, para o compartilhamento da linha entre usuários de uma mesma instituição em localidades distintas.

• Mais notícias •

Como e por que o 5G vai revolucionar a internet

A disputa pelo leilão para ocupar a nova frequência celular a ser aberta, o 5G, já tem sido chamada de guerra fria no século XXI. No centro da competição, estão...