Notícias

Novidades do PIX: O que o serviço de pagamento instantâneo ainda vai oferecer?

Uma pessoa segura um celular e mostra na tela a logo do Pix, pagamento instantâneo.

Rápido, fácil, barato e seguro. Tais benefícios, que pareciam difíceis de conciliar com as tradicionais transações de crédito – como TEDs, DOCs e boletos –, estão todos reunidos numa única solução: o PIX. E após o sucesso do lançamento, as novidades do PIX continuam e prometem trazer ainda mais agilidade a empresas e pessoas físicas. 

Aliás, continuar a explorar produtos era o plano do Bacen desde o início. A infraestrutura que a autarquia construiu para o serviço de pagamento instantâneo foi pensada exatamente para a construção de novas soluções e funcionalidades, de acordo com as demandas dos prestadores de serviços de pagamentos (PSPs). 

E o sistema de pagamentos instantâneos vai se tornar ainda mais versátil, sobretudo para negócios. A agenda evolutiva do PIX foi anunciada no Fórum PIX, realizado pelo Bacen no início do ano.  As novas funcionalidades que estão no roadmap vão tanto na direção do aperfeiçoamento do que já está disponível quanto na da criação de casos de uso. 

Confira neste post quais são as novidades do PIX, assim como os desafios dos PSPs.

Pix: novidade que já virou costume

Não podemos subestimar a dimensão do sucesso e adesão ao PIX. Segundo dados divulgados pelo Bacen, o número de chaves foi de 95 milhões no final de novembro de 2020 para cerca de 182 milhões, ou seja, quase o dobro. Desse total, a maior fatia é de pessoas físicas. São 174 milhões de usuários, responsáveis por 229 milhões de transações por mês. 

O Diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do Bacen, João Manuel Pinho de Mello, declarou que o número de transações por PIX já ultrapassou o total somado de TEDs e DOCs no mês de janeiro deste ano, mostrando que a iniciativa é uma alternativa efetiva para transferências. 

No entanto, as transações com negócios – em compras, por exemplo – também vêm crescendo. Apesar de, em fevereiro de 2021, apenas 8 milhões de chaves serem de pessoas jurídicas, o número de transações saiu de 6 milhões em novembro para quase 46 milhões. 

Com isso, a proporção de operações feitas de pessoa para negócio (P2B), de negócio para pessoa (B2P) e de negócio para negócio (B2B), em relação às de pessoa para pessoa (P2P), vem evoluindo mês a mês, chegando cada vez mais perto de 25% das operações.

As novidades do PIX, embora não restritas a esse ponto, vão exatamente na direção de dar mais impulso a esse movimento, incrementando o volume das transações com negócios. Vejamos quais são elas. 

PIX: os próximos produtos 

    1. Conta salário no PIX

A funcionalidade vai mexer na regulamentação da portabilidade da conta salário para torná-la movimentável por PIX

Ao lidarem com chaves PIX, na prática, a portabilidade acaba, pois as empresas não precisarão se relacionar com vários bancos. Logo, além de facilitar, essa novidade do serviço de pagamento instantâneo vai baratear o processo de gestão da folha. Além disso,  a empresa  vai entregar o pagamento na conta escolhida pelo colaborador, que poderá receber em instituições que hoje não fazem parte da portabilidade.

    2. Integração de contatos da agenda ao aplicativo da SBP

Com essa funcionalidade, que já está em vigor, o usuário poderá consultar as chaves PIX cadastradas pelos contatos da agenda de seu telefone e levá-las para os aplicativos dos PSPs em que mantém as chaves.

Vá além do PIX, baixe o ebook: Tendências para o setor financeiro e conheça outros temas do mercado que merecem a sua atenção. 

     3. Mecanismo especial de devolução

Segurança é um dos pilares fundamentais do serviço de pagamentos instantâneo. Para deixar os usuários ainda mais seguros quanto a possíveis fraudes ou falhas operacionais, outra novidade do PIX é o mecanismo de devolução do depósito. 

     4. Saque PIX

O saque PIX vai levar o acesso a dinheiro em espécie para além do caixa eletrônico. Funcionará assim:

  1. A loja gerará um QR code, o usuário lerá o QR code, que autenticará e confirmará a operação. 
  2. Valor e tarifa serão debitados, liquidados e creditados na conta da loja.
  3. Usuário receberá o dinheiro.

     5. Iniciador de pagamentos no PIX

A funcionalidade vai trazer esse importante participante de meios de pagamento para o PIX, dando, nas palavras do Bacen, “ainda mais competição ao arranjo”.

     6. PIX por aproximação

Mais uma opção para o usuário fazer pagamentos com PIX, semelhante ao que ocorre hoje com alguns cartões de crédito. 

Leia também: Sistema de pagamentos instantâneos: infraestrutura necessária para operar no PIX

     7. PIX garantido

Prevista para o ano que vem, de acordo com a agenda evolutiva do Bacen, com esta funcionalidade, tal como num cartão de crédito, será possível fazer o agendamento do pagamento, logo o parcelamento de despesas pelo PIX. 

     8. PIX débito automático

Esta funcionalidade, também prevista para 2022, incluirá no PIX uma ferramenta fundamental para pagamentos recorrentes, que é o débito automático.

PIX: novidades em análise

  • QR Code gerado pelo pagador
  • Split de pagamentos
  • Pix cobrança
  • API de pagamentos

Desafios do PIX

Embora a adequação dos sistemas para que se liguem à infraestrutura PIX esteja pronta, o volume de transações deve aumentar. Portanto,  para os PSPs, os desafios em conectividadeinfraestrutura crescerão tanto ou mais que as oportunidades. 

Esteja atento aos movimentos do mercado, aproveite e escute o episódio “Os próximos passos do Pix” do podcast da RTM.

• Tags •