Notícias

CEO fala sobre plataforma para comunicação entre players de fundos

Recentemente, a RTM anunciou que está desenvolvendo o Hub Fundos, plataforma inédita para integralização de cotas de fundos de investimentos, que irá melhorar a comunicação entre os players desta indústria. A solução busca tornar a troca de informações entre gestores, custodiantes, administradores e distribuidores mais ágil e eficiente, padronizando as mensagens e convertendo os layouts existentes no mercado. A previsão é que a primeira fase do projeto esteja concluída já em fevereiro de 2022.

André Mello, CEO da RTM

O CEO André Mello falou ao Conexão sobre a iniciativa, explicando como irá funcionar, as tecnologias que estão sendo utilizadas e quais impactos esperados para os públicos envolvidos.

Como surgiu a ideia do RTM Hub Fundos?

R: O Hub Fundos surgiu de uma demanda do próprio mercado, que chegou até nós através da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA). A indústria de fundos de investimentos vem crescendo muito e é um ambiente de muitos players, onde a troca de informações é intensa. Só para se ter uma ideia, o número de fundos aumentou 149% nos últimos dez anos, e o número de contas 178% no mesmo período. 

As instituições estão comercializando produtos de diversos gestores, ampliando seu portfólio, e permitindo que os investidores possam transferir seus recursos entre as distribuidoras, o que exige uma rápida comunicação para melhorar a experiência do cliente e a eficiência dos processos. O Hub Fundos veio para fazer isso, agilizar esta troca de dados entre players.

Como é a comunicação entre os players da indústria de fundos hoje?

R: Atualmente, boa parte dos processos ainda é realizada de forma manual e pouco eficiente, utilizando ferramentas como e-mail e telefone. Não há uma padronização dos dados que são trocados entre os players. Isto tudo gera um grande gargalo operacional e dificuldades para o acompanhamento dos status das operações, portabilidade de investimentos e cadastro de novos clientes, além de dificultar a movimentação dos fundos ao longo do dia.

De que forma o RTM Hub Fundos vai melhorar esta comunicação? Quais são os benefícios?

R: A RTM vai atuar como um agente neutro nesta comunicação, fornecendo o sistema para os players da indústria. Gestores, custodiantes, administradores e distribuidores de fundos de investimentos poderão trocar informações com muito mais transparência, em tempo real.

As mensagens terão layout padronizado pela RTM, seguindo o padrão ISO 20022 para tornar a comunicação mais transparente. O objetivo é criar um módulo de compatibilidade entre as instituições. Assim, facilitará as consultas de status de liquidação, a portabilidade de fundos e o onboarding de novos players e clientes. Tudo poderá ser feito via um portal web, simplificando os processos.

Também irá reduzir gargalos em dias de muito volume, como em datas de eventos de come-cotas.

Quais impactos são esperados para a indústria?

R: Com uma comunicação mais rápida e eficiente, acreditamos que a solução irá acarretar uma significativa redução de custos operacionais. E isso pode representar um aumento de receita para os players em até 5%.

Que tecnologias estão sendo utilizadas no RTM Hub Fundos para a integração dos players?

R: A integralização das cotas dos fundos de investimento será realizada por meio de um sistema de APIs (Interface de Programação de Aplicações), mesma tecnologia que está sendo usada para o Open Banking. Ou seja, é uma solução que já está pronta para o Open Finance. Além disso, o Hub Fundos é um sistema totalmente seguro, com recursos de criptografia e cumprindo todos os requisitos para compliance, incluindo a CVM 555.

• Tags •