Logo RTM

Compartilhe

Arquitetura de nuvem: conheça o conceito e entenda a importância
PorRTM
Entenda a importância da arquitetura de nuvem.

A migração para a nuvem tem sido um passo decisivo para muitos negócios. Mas também, de longe, um dos mais complicados. Há várias maneiras de configurar a cloud, de acordo com a estratégia e as escolhas tecnológicas da organização

Nem todas, no entanto, são as melhores em termos de custos e valor. Além disso, as organizações precisam lidar tanto de maneira individual quanto conjunta, ou seja, incluindo infraestrutura tradicionais e outras clouds. É aí que surge a arquitetura de nuvem.

A função é fundamental para lidar com as complexidades da adoção da cloud, que, para muitas organizações, acaba aumentando com a migração. Neste artigo, você vê o que é arquitetura de nuvem e o que faz um arquiteto de nuvem. Acompanhe.

O que é arquitetura de nuvem?

Arquitetura de nuvem é a integração de vários componentes tecnológicos na configuração de um ambiente cloud corporativo, que responda às necessidades e objetivos de negócio, equilibrando custos, riscos e benefícios. 

Na prática, arquitetura cloud envolve a avaliação das tecnologias disponíveis, a configuração de um conjunto, explicação de impactos sobre a organização e, por fim, custos. Assim como a arquitetura predial, a arquitetura cloud é como se fosse a planta da construção.

Há três áreas de foco da arquitetura:

Operações inter clouds

Busca a criação de uma camada de abstração que roda acima de todas as clouds públicas, privadas e infraestrutura tradicional mantidas pela organização.

Segurança holística

Foca no desenvolvimento de um sistema de segurança que abranja toda a TI. Embora pareça uma responsabilidade separada, ligada a um departamento de segurança na nuvem, a realidade é que, para funcionar holisticamente, as operações com cloud precisam:

  • estar integradas com todo o resto; 
  • ser parte do design e da implementação; 
  • estar sob o controle de um ou mais arquitetos.

Governança cross-cloud

Estabelece políticas que regulam o uso de aplicações, recursos, serviços e dados de todas as clouds e de sistemas tradicionais.

Arquitetura de nuvem, nesse sentido, é uma atividade essencialmente holística e, portanto, generalista. Ela é uma visão do todo e jamais foca em único provedor cloud. Considera todas as opções tecnológicas para buscar as melhores oportunidades. Para mirar uma tecnologia ou provedor no nível do detalhe, se vale dos vários especialistas em modelos cloud específicos.

Mas quem é, então, o profissional à frente da arquitetura cloud?

O que faz um arquiteto de nuvem?

O arquiteto de nuvem é quem gerencia essa arquitetura, alinhando a estratégia da organização ao desenvolvimento de uma estratégia cloud e dos processos de adaptação e evolução. 

Também é responsável por desenvolver e coordenar a operação cloud, além de fomentar a mudança cultural da organização para a adoção da cloud. 

Arquitetos de nuvem entendem, evidentemente, de nuvem. Não apenas de um único provedor ou um único conjunto de tecnologias. Arquitetos generalistas ampliam sua visão para definir as tecnologias e configurações mais adequadas para o negócio. Ele compreende as vantagens de todos os serviços cloud e o que está em jogo ao aderir a uma solução diferente.  

Os arquitetos de nuvem generalistas tampouco se restringem a tecnologias baseadas em cloud: eles precisam conhecer todas as soluções, sobretudo quando se considera que boa parte da TI das organizações ainda está – e deverá continuar por muito tempo – on-premise.

Esses profissionais precisam, portanto, ter um mix de conhecimentos, que vai desde sistemas tradicionais, redes, segurança, governança e soluções baseadas em cloud. Ele entende como resolver a difícil equação de conciliar todas essas peças juntas de modo a favorecer o negócio. 

Tais skills não são ligadas a uma formação específica, mas sim construídas pela experiência em diferentes projetos, com diferentes tecnologias — cloud ou não. 

Normalmente, esses profissionais vêm de carreiras como engenharia de redes, segurança e gestão de base de dados. Em sua trajetória, reuniram uma variedade de experiências e conhecimentos sobre componentes com que arquitetos cloud lidam no seu dia a dia. Tais profissionais também sabem que devem permanecer em constante aprendizado, junto com as tecnologias.

Arquitetura cloud: as bases de seu ecossistema

A arquitetura de nuvem tem sido fundamental para as organizações encontrarem o equilíbrio entre valor e custos gerados em sua operação cloud.

Como vimos, a arquitetura de nuvem é, ainda, o resultado das skills e conhecimentos adquiridos por um arquiteto, por trás do levantamento, escolhas e implementação da estratégia adotada.

A tarefa não é simples, nem pode ser centrada em uma posição só. Criar um centro de excelência deve estar nas prioridades das grandes e no horizonte das médias organizações. Afinal, o futuro das instituições será na cloud.

Conheça a nuvem do mercado financeiro: Cloud Services

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    Arte que mostra a tela da solução RTM Community, que facilita a comunicação entre traders.
    Ferramenta para otimizar a comunicação entre traders: conheça a RTM Community
    Imagem ilustrativa para texto do blog da RTM que explica o que é cloud native e por que o mercado financeiro deve se atentar a isso.
    O que é cloud native e por que o mercado financeiro deve se atentar a isso?
    Imagem de capa do post de blog sobre PLDFT: prevenção de lavagem de dinheiro em instituições financeiras.
    PLDFT: como prevenir a lavagem de dinheiro em instituições financeiras