Notícias

Riscos e problemas do armazenamento de dados

Riscos e problemas do armazenamento local de dados para organizações financeiras

O armazenamento local de dados ainda é uma realidade para grande parte das instituições financeiras no Brasil. Mas pouco a pouco esse cenário está se transformando, com os servidores próprios sendo substituídos pelos serviços de nuvem. Isso porque, em primeiro lugar, implementar ou ampliar uma infraestrutura local custa caro – o valor de um storage pode chegar aos milhões de reais. Além disso, há todos os riscos associados, entre eles a perda e extravio de dados.

Na cloud, por outro lado, é muito mais fácil de iniciar o processo de armazenamento e gestão dos dados. Outro atrativo dessa tecnologia é a otimização de recursos, uma vez que as corporações investem apenas na capacidade que precisam naquele momento. A expansão acontece conforme a necessidade, evitando gastos desnecessários com equipamentos que muitas vezes nunca serão utilizados.

Armazenamento local x armazenamento na nuvem

O principal motivo apontado pelas organizações que seguem investindo em uma infraestrutura própria de servidores é o controle e gerenciamento de dados. A justificativa é que o ambiente interno oferece mais privacidade, sendo a única forma possível de atender os requisitos regulatórios e de governança.

Mas o fato é que com o avanço da tecnologia, a nuvem é capaz de responder aos mais altos protocolos de segurança. Uma diferença com relação ao armazenamento local é que normalmente a responsabilidade é compartilhada entre os provedores de nuvem e os clientes.

Essa dinâmica, inclusive, é uma grande vantagem, pois com o apoio de uma empresa especializada os bancos e instituições financeiras conseguem se antecipar aos riscos de segurança.

A possibilidade de reduzir custos é outra vantagem de investir na tecnologia. Não é raro entre as organizações que optam pelo armazenamento local a compra de uma quantidade enorme de estocagem, sendo que apenas uma baixa porcentagem é realmente utilizada. Esse sistema gera ineficiência de duas formas: primeiro pelo desperdício de recursos e depois porque a infraestrutura não utilizada consome bastante energia.

Ao adotar o armazenamento na nuvem, as instituições podem adquirir exatamente a capacidade que elas necessitam, um processo muito mais flexível e inteligente. Caso a demanda aumente, é possível ajustar os contratos, mantendo a tecnologia sempre atualizada, mas sem gerar um grande impacto nas finanças.

Cloud banking: o futuro das instituições financeiras

A verdade é que com todas as vantagens da nuvem, o armazenamento externo tem se tornado indispensável para empresas de todos os segmentos. Segundo o IDC, a receita global do mercado de armazenamento corporativo em ambiente cloud cresceu 7,4% no último trimestre de 2018 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Em valores nominais, o setor movimentou US$ 14,5 bilhões nos três últimos meses de 2018.

Outro estudo, dessa vez da Deloitte, mostra que em 2030 o cenário dos bancos será totalmente diferente do que é hoje e as instituições financeiras terão que encontrar alternativas para se adaptar às novas situações. De acordo com o levantamento, os provedores de nuvem oferecem uma variedade de produtos-as-a-service inovadores em suas plataformas que podem ajudar de várias formas:

  • melhorando a geração de receita;
  • aumentando a percepção dos clientes ao entregar novos produtos ao mercado rapidamente;
  • contendo custos;
  • oferecendo análises avançadas.

Nesse processo, dois receios estão relacionados aos custos e aos esforços de migração. Por isso, é muito importante contar com o apoio de uma empresa especializada no setor. A RTM oferece às instituições financeiras uma infraestrutura completa e flexível. O cliente tem à disposição todo o suporte e segurança necessários. Contamos com sistemas de rastreamento e bloqueio automático de códigos maliciosos e sites de conteúdo nocivo, com ferramentas de firewall, antivírus e prevenção de intrusão.

Temos um backup robusto e guardamos as cópias de segurança dos dados do cliente em máquinas localizadas dentro da RTM. Isso permite a restauração em caso de perda acidental de informações e recuperação total de dados qualquer que seja o problema.

Quer conhecer todas as nossas soluções para bancos e instituições financeiras? Entre em contato conosco e saiba como realizar a migração da infraestrutura da sua empresa para a nuvem.

Leia também: 

• Mais notícias •

Gestão de mudanças: como preparar a sua organização?

Mudanças no parque tecnológico, seja em sistemas ou infraestrutura, são realidades que todas as empresas enfrentam para se manterem atualizadas e seguras. Usufruir de novos recursos, tecnologias mais avançadas, mitigar...

Oportunidades e desafios do Big Data no mercado financeiro

A digitalização do setor financeiro e o surgimento de novas tecnologias, como a inteligência artificial e o Big Data, têm transformado diversos processos, aumentando a competitividade e o controle de...

Batch #9 será totalmente online

Com inscrições abertas até o dia 10 de julho, o Batch #9 da Darwin Startups, eleita melhor aceleradora do Brasil por duas vezes consecutivas, será feito de forma totalmente online...