fbpx

Notícias

Como reforçar a segurança e o desempenho dos aplicativos no setor financeiro

Como reforçar a segurança e o desempenho dos aplicativos no setor financeiro

Notícias sobre vazamentos envolvendo organizações públicas mostram que nem as maiores instituições do país estão totalmente protegidas. Por isso, é importante estar bem informado sobre como ampliar a segurança e garantir o desempenho dos aplicativos no setor financeiro.

Mesmo para quem trabalha com segurança da informação, é importante essa atualização constante, pois a área está sempre em desenvolvimento. Novas soluções surgem a todo o momento, então é importante se manter sempre atualizado. Neste artigo, vamos mostrar algumas soluções que vão ajudar a assegurar a performance dos aplicativos no setor financeiro. Confira!

Instituições financeiras e públicas são as principais vítimas de vazamento de dados

De acordo com o relatório divulgado pelo Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos do Governo, (CTR Gov), órgão subordinado ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), os sites federais são os que mais sofrem com incidentes cibernéticos.

Os ataques começaram a aumentar em 2013. Segundo o relatório, em 2018, foram reportados 20.566 eventos que comprometem a segurança digital de órgãos federais. Destes, 9.981 foram confirmados. Um desses ataques resultou no vazamento dos dados pessoais de 2,4 milhões de usuários do SUS.

As instituições financeiras também estão sempre na mira dos hackers e, frequentemente, sofrem com ataques seguidos de vazamento de dados. Recentemente, o Ministério Público instaurou inquérito civil público para apurar a responsabilidade do Banco Pan sobre o vazamento de dados de seus clientes.

Segundo o MP, o incidente de segurança pode ser o maior envolvendo dados financeiros no Brasil. O Banco Pan, juntamente com outras instituições financeiras, teria sido alvo do vazamento de mais de 250 GB de documentos de clientes.

As empresas estão na internet e o uso da nuvem tem exposto os principais problemas de ameaça e conformidade que as companhias enfrentam. Proteger os ativos tem sido um desafio, pois são diversos tipos e locais de acesso acontecendo simultaneamente.

Com isso, todo cuidado tem sido pouco ao lidar com informações sigilosas. Nesse caso, o que as empresas podem fazer para reforçar a segurança dos aplicativos no setor financeiro, sem prejudicar o seu desempenho?

SD-WAN é a solução para reforçar a segurança e o desempenho dos aplicativos no setor financeiro

Por muitos anos, as soluções tradicionais para gerenciamento de rede eram baseados nas redes WAN (Wide Area Networks), que interconectam os ambientes distribuídos geograficamente.

Uma arquitetura de WAN é limitada entre empresa, filial e data center. Conforme as empresas foram adotando o uso de ferramentas e aplicativos baseados em SaaS ou IaaS, WAN começou a sofrer um aumento de tráfego que não era capaz de suportar.

A SD-WAN (Software-Defined Wide Area Network) surge como uma solução para resolver problemas de conectividade e gerenciamento de redes. O recurso garante um gerenciamento simples, com melhor desempenho das redes.

A solução funciona a partir de uma arquitetura computacional, estruturada por hardware e software. A SD-WAN virtualiza todas as conexões WAN, cria redes de longa distância e permite que sejam gerenciadas de um único lugar. Ou seja, é possível ter uma rede na sede da empresa e outra na filial, e as duas serão gerenciadas do mesmo ponto. Com isso, a empresa ganha agilidade e reduz seus custos.

Quais são as vantagens de utilizar uma SD-WAN?

A SD-WAN auxilia, principalmente, no gerenciamento de dispositivos de rede, na melhoria do desempenho dos aplicativos e reforçando a segurança desses recursos. A ferramenta também oferece outros benefícios:

  • Monitoramento: permite o acompanhamento automatizado das condições de desempenho de todos os recursos da rede;
  • Economia e Flexibilidade: gerencia o congestionamento da rede. Assim, é possível melhorar a performance dos recursos e ter menor custo com a ampliação das opções de acesso, como internet dedicada, banda larga, 3G/4G e acessos dedicados;
  • Proteção: funciona como um firewall e permite aplicar outros serviços de segurança, como antivírus, antispam, antimalware, entre outras proteções contra riscos;
  • Segurança: garante a comunicação entre os dispositivos criptografada em todas as pontas;
  • Facilidade: permite a automatização operacional e simplifica a implantação de uma nova rede;

Além de aumentar a segurança dos aplicativos no setor financeiro, uma SD-WAN proporciona mais agilidade para as redes da empresa e reduz os custos de fornecimento de hardware e manutenção das redes. Quer entender melhor como esse recurso pode ajudar a sua empresa? Converse com nossos especialistas.

Leia também: 

• Mais notícias •

100ª reunião de Conectividade & Cloud na ACATE

O Diretor de Operações da RTM, Carlos Roberto Teixeira, participou, no dia 19 de fevereiro, da 100ª reunião da Vertical de Conectividade & Cloud da ACATE – Associação Catarinense de...

Ferramentas para traders: otimização de processos

As atividades em uma instituição financeira são constantes, aceleradas e intensas. Exigem muito dos profissionais e das ferramentas que utilizam, qualquer problema, como uma pane no sistema ou instabilidade que...

Desempenho da RTM é valorizado pelos clientes

Em estudo realizado com os clientes, no final de 2019, através do Instituto H2R Pesquisa, a atuação da RTM foi muito valorizada, obtendo um aumento de 10% nas notas acima...

RTM coordena GT de Resiliência Cibernética

O Gerente de Segurança da RTM, Renan Barcelos, foi escolhido para coordenar o Grupo de Trabalho de Resiliência Cibernética criado por empresas denominadas Infraestruturas do Mercado Financeiro (IMFs). Participam Banco...